Livro sobre avaliação funcional é lançado esta semana

“Critérios de avaliação funcional no policiamento rodoviário federal e reflexos na produtividade e eficiência: aspectos práticos e jurídicos”, este é o título do livro cujo pré-lançamento ocorre esta semana e trata de um assunto cada vez mais em pauta, afinal, quem nunca se sentiu prejudicado com a avaliação funcional?

Presente no dia a dia de policiais, objeto de disputas e não raras vezes de ações judiciais, a avaliação funcional vem sendo tratada ao longo dos anos como um fardo para avaliadores e um tormento para avaliados.

O livro se dirige principalmente aos profissionais da área, policiais como o autor, que há mais de uma década se dedica à atividade policial rodoviária federal. Disponível nas livrarias de todo o Brasil a partir de setembro, o autor e colega Kossel colocou seu e-mail pessoal che.kossel@hotmail.com à disposição de todos os PRFs interessados em adquirir a obra, ao custo total de R$ 37,00, pois não repassará os custos com a postagem.

Saiba mais:

O livro surgiu de sua última pós-graduação sobre o assunto, avaliada com conceito A na Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, oportunidade em que o assunto foi aprofundado em abalizada doutrina nacional e estrangeira, agregando informações históricas, análise de normativas, entrevistas, comparação de diferentes metodologias e, por fim, cruzamento das informações com resultados e questionários respondidos pelos próprios policiais, tudo numa linguagem fácil e com auxílio de gráficos e tabelas.

 

“Quando escolhi este assunto sabia que adentraria num campo espinhoso, tema controverso e objeto de críticas por todos, mas sabia que o desafio era proporcional à sua importância. Na condição de Diretor Jurídico de sindicato e bolsista da SENASP, sentia o dever de colaborar de alguma forma para profissionalização da atividade. Ao final do trabalho mudei minha concepção sobre aspectos relevantes da avaliação funcional, reforcei meu convencimento de que parte do caminho para as instituições policias avançarem é a aproximação com o meio acadêmico e resolvi compartilhar o trabalho publicando esta obra” diz o autor, que hoje é presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Estado do Rio Grande do Sul – SINPRF/RS.

O autor analisa diversos e relevantes aspectos ligados a esta importante ferramenta de gestão que, salvo raras exceções, ainda não encontrou acolhida nas instituições públicas. Partindo de considerações iniciais ingressa numa análise cada vez mais aprofundada de institutos jurídicos, abordando também aspectos culturais que muitas vezes são desconsiderados e que explicam muito da resistência ao sistema meritocrático.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

code