Dia Mundial da Saúde: SINPRF/RO destaca preocupação com a segurança sanitária dos PRFs em tempos de pandemia

Alayr Rodrigues Saraiva, presidente do SINPRF/RO

Nesta quarta-feira, 7 de abril, é comemorado o Dia Mundial da Saúde. O principal objetivo desta data é a conscientização sobre a importância da preservação da saúde para se ter uma melhor qualidade de vida. Aproveitando o ensejo, o SINPRF/RO ressalta sua preocupação com a saúde dos policiais rodoviários de Rondônia, que, com bravura, continuam trabalhando na linha de frente no combate à Covid-19, zelando pela segurança nas rodovias federais que cruzam o estado e, também, prestando apoio aos órgãos de saúde.

Neste ano, a Organização Mundial da Saúde (OMS) criou a campanha com o tema ‘Um Mundo Mais Justo e Saudável’. No meio da Polícia Rodoviária Federal, o programa de Educação Física Institucional (EFI) representa um importante e fundamental avanço na política de saúde para a categoria policial.

A Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) observou, no período da pandemia, certo descaso em relação à exposição do PRF nas ações de policiamento e fiscalização. Importante destacar que foi preciso intervenção judicial a pedido da FenaPRF em algumas oportunidades, como no caso da Operação Integrada de Segurança viária 2020/2021, em virtude da grave exposição aos policiais e à sociedade, com a obrigatoriedade de realização de testes indiscriminados de alcoolemia em todos os condutores abordados. Outras grandes operações desencadeadas em estados e períodos onde havia grande número de contaminados e ocupação de leitos, com a movimentação de centenas de policiais por meio aéreo e terrestre, contribuíram para o agravamento da exposição da categoria.

No mesmo sentido, a FenaPRF solicitou formalmente ao DPRF, via Lei de Acesso à Informação, dados atualizados para acompanhar os casos de contaminação e óbito por Covid-19 no âmbito da PRF. Essas informações seriam de grande valia para auxiliar na elaboração de uma política de prevenção, acompanhamento e atenção aos PRFs e familiares contaminados. Porém, foi negada qualquer tipo de informação sob a justificativa de representar vulnerabilidade à proteção de informações pessoais em divulgação em ambiente diverso da PRF. Na terça-feira (6), os dados foram publicados em uma rede social pessoal do agora ex-diretor geral da PRF.

Segundo a FenaPRF, quase dois mil PRFs já foram contaminados por Covid-19, um percentual aproximadamente quatro vezes maior que a média de contaminação da população brasileira. Desses, 12 perderam a vida. São números elevados que assustam, sem a devida e necessária política preventiva realizada. Ao contrário, houve a realização de diversas ações que, muito provavelmente, contribuíram para potencializar a transmissão e contaminação.

Apesar dos altos números de contaminações, o DPRF tem, ainda, dificultado a emissão da Comunicação de Acidente do Trabalho (CAT), relacionada à Civd-19, contrariando, inclusive, a orientação firmada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), por ocasião do julgamento das ADIs 6342 e outras.

“Quero aqui aproveitar para agradecer a policial rodoviário federal que se dedica para fazer segurança pública séria. Cada um desses profissionais tem atuação de destaque entre os atores que estão na linha de frente no combate ao coronavírus. Isso nos motiva ainda mais para continuarmos com nossa defesa intransigente pelo zelo com a saúde, melhores condições de trabalho, respeito e valorização da categoria”, ressalta o presidente do SINPRF/RO, Alayr Rodrigues Saraiva.

Fonte: Ascom SINPRF/RO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

code