SINPRF – RO/AC

Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Estado de Rondônia – RO/AC

Para ver conteúdo restrito identifique-se:
  Nascimento: /

 

agosto 2014
S T Q Q S S D
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

PLP 275/2001 – REGULAMENTAÇÃO DA APOSENTADORIA DA MULHER SERVIDORA POLICIAL

Tudo começou com o grupo Lulusinha no Whatsapp, que é formado por mulheres Policiais Rodoviárias Federais, que tinha como meta tratar de assuntos diversos, desde futilidades as questões relacionadas à carreira policial. Destas conversas surgiram questionamentos a cerca do PLP 275/01 que resultou na criação do grupo Aposentadoria das mulheres policiais, pela PRF Adriana Frasão/CE, diante da grande procura e inclusão de policiais de todo Brasil, hoje são 04 (quatro) grupos no whatsapp que tratam deste projeto.

Em cada Estado brasileiro existiam mulheres, que de forma isolada, sonhavam em ter o direito constitucional do principio da isonomia aplicado à aposentadoria das mulheres policiais. Com o advento destes grupos, as vontades somaram-se, e o grupo ganhou força e resultou em um árduo trabalho de captação de apoio aos parlamentares em suas bases. E desta união de forças a PRF Naiara Vicentini/SC, em visita a parlamentares no Distrito Federal, reuniu com o Deputado João Campos/GO, que já tem um histórico de apoio a causa, desta visita, resultou no entendimento do Deputado João Campos/GO, de que seria estratégico debater a matéria em audiência pública, com o objetivo de proporcionar força e visibilidade para a mesma e, com isto, sensibilizar os líderes de partidos e Presidente da Câmara para pautar o PLP 275/01, em caráter de urgência. Com o protocolo de Requerimento de Audiência Pública, do Dep João Campos a audiência foi agendada para as 15h30min, do dia 27/11/2013, quarta-feira, no anexo II, plenário I, para debater o PLP 275/01.

Com esta data oficial da audiência pública e a força de trabalho que resultou do encontro destas mulheres policiais,  movimento que atraiu a atenção da FENAPRF e Sindicatos Estaduais da Polícia Rodoviária Federal, que foram convocados a fazer frente a esta luta, e entraram com apoio e organização de toda logística de deslocamento e estada de mais de 60 mulheres que partiram de todos os Estados da Federação Brasileira rumo à Brasília/DF, em busca da correção de uma injustiça que perdura por 12 anos.

A partir das 14h, mais de 100 mulheres policiais da PRF, PF, Policia Civil do Distrito Federal e do Paraná tomaram o espaço da audiência com banneres, cartazes e adesivos de solicitação de apoio ao PLP 275/01. A energia que emanava do recinto era tamanha, que atraía olhares e atenção de todas que passavam pelos corredores do anexo II. Os parlamentares revesavam-se na presidência da mesa e plenário da audiência, em função de outras demandas paralelas, reunião de bancadas dos municípios para definição de destino do orçamento de 2014. A presidência da mesa foi ricamente alternada entre deputado João Campos/GO e Deputada Alice Portugal/BA, à medida que a mesa foi discursando com conhecimento, paixão e a firme certeza da justiça do pleito, dezenas de mulheres policiais reagiam com emoção e apoio a tudo o que estava sendo explanado. Destacamos a brilhante atuação dos deputados João Campos/GO, Alice Portugal/BA, Fernando Francischini/PR, Erika Kokay/DF, Gonzaga Patriota/PE, Dep. Cleber Verde/MA e Iolanda Keiko/SP, entre outros que passaram pela comissão, que de forma brilhante e aguerrida defenderam em plenário o PLP 275/01 e se comprometeram a lutar para que o mesmo seja pautado ainda este ano, ou na pior das hipóteses em março de 2014.

A mesa diretiva foi presidida de forma alternada pelos Deputados João Campos/GO e Deputada Alice Portugal/BA, composta pela FENAPRF, representada pelo Renato, que falou por 03 minutos e cedeu 07 dos 10 minutos que lhe foi destinado, para Insp Hildemaria/PR. Insp Carla Filus fez-se presente e compôs a mesa representando a Insp. Maria Alice, Diretora Geral do DPRF. Dra Creusa Camelier, presidente da AMPOL – Associação Brasileira das Mulheres Policiais do Brasil. Senhor Narlon Gutierre Nogueira, representou o Ministério da Previdência Social, entre outros que também contribuíram em defesa da legitimidade do pleito.

O resultado desta histórica mobilização será contabilizado em outros pleitos da carreira policial, pois certamente após esta lição de que uma classe unida é uma classe forte. Todos que participaram desta caminhada compreenderam que juntos somos fortes e conseguimos nos fazer ouvir.

Breve histórico do PLP 275/01: O Projeto de Lei Complementar de n° 275/2001 pretende apenas atualizar a Lei Complementar nº 51/85, conferindo à mulher policial, o mesmo tratamento que recebe a mulher trabalhadora em geral e a servidora pública, em particular, nos termos do §1º do artigo 40, e inciso I, §7º do artigo 201, §7º, respectivamente, conforme o que dispõe a Constituição Federal.

A legitimidade do mérito é inquestionável, visto que, a Lei Complementar nº 51/85, que regulamenta aposentadoria especial dos policiais, não faz nenhuma distinção entre policiais, homens e mulheres, que se aposentam após 30 anos de contribuição. A citada Lei garante o benefício ao policial do sexo masculino, e silencia em relação à aposentadoria da mulher policial.

O que o PLC nº 275/01 busca é incorporar à Lei Complementar nº 51/85, o tempo de serviço de 25 anos de contribuição, com pelo menos 15 anos de atividade estritamente policial, para as mulheres, sendo que já foi aprovado no senado e em todas as comissões a que foi distribuído, quando então foi remetido à Câmara dos Deputados Federais para revisão, onde está, sem entrar na ordem do dia para apreciação, há mais de 12 (doze) anos.

 

Nenhum Comentário»

Feed RSS dos comentários deste post

URL de TrackBack

Deixe um comentário

Endereço

Rua Almirante Barroso, 2554 Bairro Nossa Senhora das Graças - CEP 76.804-152 - Porto Velho - Rondônia

Telefones:
(69) 3026-3474
(69) 3026-3473

E-Mail.: sinprfro@gmail.com

Resoluções

Parceiros

Receba nossos E-mails

Nome:

E-mail: